Notícias
Fimi XII - Palco Ibérico
16/05/17
Pela primeira vez no Jardim da Praça do Império, em Belém, o Festival Internacional da Máscara Ibérica encantou o público levando a magia da música, com sons dos ritmos folk de raiz tradicional europeia. No Palco Ibérico apresentaram-se quatro bandas que garantiram serões recheados de muita animação e energia.

Mal o festival tinha começado e a alegria e entusiasmo para saber que surpresas o Palco Ibérico desta edição tinha reservadas eram constantes.

No segundo dia de FIMI, dar-se-ia início aos concertos e a noite de sexta-feira garantia dois espetáculos imperdíveis. A Orquestra de Foles foi a primeira atração a subir ao palco. Improváveis ritmos, arranjos arrojados e um reportório diversificado, obtido pelo som de instrumentos tradicionais, com gaitas e percussões, aqueceram o público que já se mostrava curioso desde dos primeiros acordes do soundcheck.

A encerrar a noite os Galandum Galundaina fizeram as delícias do público!
O grupo vindo de Terras de Miranda desfilou carisma e simpatia e já ao início da noite era possível ver os muitos fãs.
Vários eram os curiosos encantados com a sonoridade e instrumentos tradicionais que o grupo trouxe a Lisboa. Entre os fervorosos aplausos do público e a alegria contagiante com que atuaram, em Belém também ecoavam palavras num mirandês perfeito.

Sábado estava garantido como o grande dia do FIMI. Para além do Grande Desfile da Máscara Ibérica, no palco Los Niños de Los Ojos Rojos já se preparavam para surpreender as muitas pessoas que permaneceram no jardim depois do desfile. Donos de uma refrescante irreverência e visível talento, estes endiabrados rapazes pusera o Jardim da Praça do Império em constante festa, dançando, cantando e fazendo quem assistia pedir por “una más”.

No domingo, último dia do festival, foi a vez dos Sons do Douro subirem ao palco fechando com “chave de ouro” mais uma edição do Festival Internacional Máscara Ibérica. Os impressionantes (e peculiares) instrumentos despertaram deste cedo a curiosidade de quem por ali passava. Surpreendente foi a energia e garra com que tomaram conta deste cantinho junto ao Tejo, fazendo-nos viajar por sonoridades vindas do Rio Douro.

Por toda a boa energia, talento e profissionalismo a Progestur agradece às quatro bandas presentes na XII Edição do Festival Internacional Máscara Ibérica. Para o ano haverá mais música no Palco Ibérico!
Oficiais
Culturais
Institucionais
Gastronomico
Restaurante
Media
Início| Contactos| Topo
© Progestur, Website designed by Dreamframe